MPMG divulga resultado das análises da água em Governador Valadares

Água tratada está dentro dos padrões do Ministério da Saúde.
Conclusão final sobre análises será divulgada na segunda-feira (30).

Do G1 Vales de Minas Gerais

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) apresentou, nesta sexta-feira (27), o resultado das análises laboratoriais feitas da água bruta do Rio Doce e da água que é tratada pelo Sistema Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Governador Valadares (MG). De acordo com o MPMG, a água tratada pelo Saae está dentro dos padrões do Ministério da Saúde para metais pesados. A medida foi tomada depois do retorno da captação de água no rio, que foi atingido por uma enxurrada de lama, após o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana.

A análise foi feita pela Comissão Técnica Científica da Universidade Federal de Juiz de Fora – Campus Governador Valadares (UFJF-GV). O exame é preliminar. Nas amostras de água bruta do rio, constatou-se, segundo o MPMG, a presença de metais pesados que estão acima do padrão estabelecido.

Segundo o Ministério Público, o processo de tratamento realizado pelo Saae consegue eliminar os metais que estão na água bruta do Rio Doce. O parecer científico final, que trará todas as conclusões sobre as análises será divulgado na segunda-feira (30).

O químico do Saae de Governador Valadares, Reinaldo Pacini, explicou que o cheiro forte da água se deve ao uso de cloro em uma quantidade maior que a habitual, para que a tubulação também pudesse ser limpa. Ele disse ainda que o cloro já foi normalizado, assim como gosto e odor da água.

Comente

© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados.